Leia na íntegra



Voltar para o Blog

Consumo vegano: seu poder e expectativas do mercado

Consumo vegano: seu poder e expectativas do mercado

Variação do vegetarianismo, o movimento vegan vem ganhando espaço no mercado. Confira informações sobre o consumo vegano, seu poder e expectativas.

O que é veganismo?

É um ramo do vegetarianismo, quando há abolição de qualquer subproduto de origem animal. Não somente a carne é evitada, mas também leite, ovos e mel. Os direitos dos animais são defendidos, bem como a procura por uma vida mais sustentável.

Porém, o consumo vegano não se restringe somente a alimentos. O mercado vegan cresce criando um nicho rico de produtos, incluindo joias, roupas, produtos de beleza, artigos de limpeza, etc.

As estatísticas comprovam

O poder do nicho vegano está aumentando a cada dia. Atualmente são mais de 22 mil pessoas (cadastradas no Mapa Veg) que não se alimentam com carne ou subprodutos de origem animal, incluindo simpatizantes da causa.

A maioria destas pessoas é vegetariana, quase 14 mil pessoas, mas já são mais de seis mil veganos aliados, segundo o site de cadastros para esses nichos. Os simpatizantes somam quase dois mil neste momento. Esses dados são importantes para mostrar que muitos dos vegetarianos e veganos se mantêm atualizados de notícias sobre o assunto.

Porém, segundo a pesquisa IBOPE feita em 2012, os dados eram ainda maiores: citava-se que 8% da população brasileira (16 milhões) era vegetariana.

Expectativas do mercado vegano

Apesar de ser um nicho do nicho, o consumo vegano aumenta porque a cada dia muitas pessoas se convertem ao vegetarianismo. Mais tarde, grande parte delas também segue o veganismo, após um período de adaptação sem carne.

Por conta disso, o Brasil conta com muitos restaurantes e lanchonetes ofertando alimentos oriundos de outras fontes que não a animal, com grande aceitação. O mercado vegan cresceu em torno de 40% ao ano em terras brasileiras, abarcando aproximadamente cinco milhões de pessoas, mesmo na crise pela qual ainda estamos passando.

Não é moda, é tendência

Empreendedores que apostarem no veganismo encontrarão boa aceitação do público, seja em vários segmentos deste nicho. Não é algo da moda, é uma tendência que provavelmente chegou para ficar, pois só aumenta com o passar dos anos, provando uma mudança de consciência na população, com manutenção na saúde e foco na libertação animal.

Os números são tão surpreendentes que os principais jornais e revistas brasileiros divulgaram reportagem sobre a ascensão. Hoje, não é muito difícil encontrar alimentos e itens veganos no comércio. Por isso, o Brasil está em segundo lugar na lista sobre o crescimento do consumo vegano, somente atrás do Canadá.

Isso é prova de que empresas estão cada vez mais se especializando nesse segmento, ofertando produtos vegan e atendendo a um público consciente e cada vez mais exigente.

Tendência é seguir em alta

Como se pode verificar, a tendência é de que o consumo vegano continue em expansão, principalmente porque de 2012 a 2016 a busca no Google pelo termo “vegano” cresceu 1.000% em nosso país.

Estima-se aceleração de duas a três vezes por ano no volume de buscas, com crescimento de 150 a 250% de aumento de interesse do consumidor. Com certeza é uma grande oportunidade de empreendimento.


Espalhe por aí ...



Voltar para o Blog


Tags do site